Mudança ho Yahoo! Põe em xeque o home office?

Na semana passada, a CEO do Yahoo!, Marissa Mayer, tomou uma decisão corajosa ao extinguir o home office da empresa. Em um comunicado, ela fez um ultimato a seus funcionários remotos, dizendo que ou eles passariam a trabalhar nos escritórios da gigante de tecnologia, ou deveriam pedir demissão.

A mudança foi polêmica porque, além de ter desagradado muitos empregados, contraria todas as tendências de recursos humanos apontadas nos últimos tempos – principalmente no Vale do Silício, onde estão a sede e os principais concorrentes do Yahoo!.

Só no Brasil, o home office já é empregado por 64% das empresas, segundo pesquisa da consultoria Robert Half. A conta considerou desde altos executivos que trabalham alguns dias de casa até funcionários cujo trabalho é feito totalmente longe da empresa. “É uma alternativa eficiente, principalmente quando aplicada a cargos intelectuais ou criativos”, diz a consultora Cíntia Bortotto.

No caso do Yahoo!, todas as áreas da companhia possuem funcionários remotos, incluindo a engenharia e o marketing – nos quais o trabalho cai justamente dentro das duas áreas apontadas pela especialista. Então, por que extinguir essa estrutura?

Cintia diz que é possível compreender o lado da CEO se avaliarmos o cenário no qual sua decisão foi tomada. Mayer assumiu a presidência do Yahoo! na metade do ano passado em meio a boatos de que a companhia estaria procurando compradores.

Ela, agora, pretende mudar a visão sobre a empresa – algo que só pode ser feito se todos os seus funcionários estiverem lá, respirando essa mudança. “Existem algumas verdades na fala da presidente. Ela está propondo um novo Yahoo! e precisa que os empregados estejam dentro do escritório para ver isso”.

Marissa Mayer, CEO do Yahoo! (Foto: Getty Images)

Por outro lado, a decisão de Marissa pode mostrar também uma falha de gestão. É o que acredita Susana Falchi, CEO da consultoria HSD. “Quando você estabelece a cultura de home office em uma empresa, precisa estar preparado para administrar esse trabalho”, diz. Isso significa, segundo a consultora, ter planilhas de controles de entrega, uma estrutura de metas bem estabelecida e um sistema de consequências maduro e condizente com o que foi acordado com o funcionário. “Com um modelo consistente, você consegue resultados muito bons”.

Por que e como usar o home office
Basicamente, o home office é uma tendência por dois motivos. O primeiro deles é a redução de custos, pois a empresa consegue cortas gastos que vão desde o cafezinho da máquina até o transporte do funcionário para o local de trabalho.

O segundo é a melhora na qualidade de vida dos empregados, e esse é um ponto importantíssimo para atrair jovens talentos. Segundo Susana, da HSD, a chamada Geração Y aceita ou rejeita propostas de emprego se baseando muito no quanto será capaz de conciliar aquela função com a vida pessoal. “Por isso, o modelo de trabalho remoto é muito atrativo para esses profissionais”.

Outro fator que traz pontos para o sistema home office é a tecnologia. “Hoje em dia você pode saber quanto um funcionário trabalhou vendo quantas horas ele ficou conectado na rede da empresa”, diz a consultora. “Isso sem contar a possibilidade de fazer conference calls e usar o Skype”.

Já consultora Cíntia Bortotto acredita que em um negócio maior, como o Yahoo!, o modelo híbrido ou part time (no qual o funcionário trabalha alguns dias de casa e os outros no escritório) funciona melhor.

“A Unilever adota esse modelo em algumas áreas. No dia do rodízio o funcionário fica em casa, por exemplo, se dedicando a um projeto específico da companhia. Nos outros, ela está no escritório, justamente para discutir ideias e tomar decisões em grupo”.

Já em empresas menores o sistema full time funciona melhor, principalmente pela redução de custos. “Nesse caso, você precisa se organizar em relação ao projeto de cada funcionário. Além disso, tentar fazer uma reunião toda semana com eles, por exemplo, é muito indicado. Mostra que você está acompanhando o trabalho deles”.

Fonte

Read more for Ladbrokes the UK bookmakerLadbrokes UK - full information
BIGTheme - Free Templates

Endereço

faleconosco@hsd.com.br
55 (11) 2598-2882  
55 (11) 2598-2886

Av. João XXIII
, 20 – Salas 44 e 45
Vila Gilda - Santo André
CEP: 09190-500
São Paulo - Brasil