Trabalhar à distância é uma tendência

Susana Falchi

A recente notícia de que, o Yahoo, uma das maiores empresas de tecnologia do mundo decidiu acabar com o home office gerou polêmica, ainda mais quando a tendência verificada é exatamente contrária: cada vez mais as empresas estão optando por formas alternativas de trabalho. Algumas projeções de especialistas chegam a dar conta de que o emprego vai desaparecer na forma como conhecemos hoje e isso não é de se estranhar.

Conselhos de Administração devem ir além do financeiro

Susana Falchi

“O desafio à estratégia empresarial está relacionado com a integração do elemento humano o que tem suscitado aspectos que extrapolam a racionalidade estanque das matérias econômicas e financeiras”

Nos dias atuais, observamos que os Conselhos de Administração, em sua grande maioria, são compostos por ex-executivos da empresa, profissionais aposentados com grande experiência no segmento de negócio e, principalmente, profissionais advindos de áreas financeiras.

O que fazer quando faltam profissionais qualificados no mercado

Susana Falchi

Com a escassez de mão de obra do Brasil, cada vez mais a gestão de pessoas nas organizações deve ser vista como estratégica. Observamos que alguns segmentos, como: Contabilidade, Fiscal e Tributária, Engenharia, e Tecnologia da Informação têm vagas abertas e não fechadas devido à falta de mão de obra qualificada. Se utilizarmos TI como exemplo, temos 100.000 vagas!  E hoje não falamos mais somente de mão obra qualificada,  mas em níveis técnicos e operacionais também há falta de profissionais experientes.

Aos 70 anos, CLT engessa relações de trabalho

Susana Falchi

No ano em que a CLT completa 70 anos, uma importante reflexão sobre a relação de trabalho no Brasil se faz necessária.  Quanto a lei garante os direitos trabalhistas para os cidadãos e quanto ela  “engessa” a relação da empresa com o trabalhador?

Empresas investem em capacitação de funcionários

Susana Falchi

As transformações vividas pela economia brasileira trouxeram uma nova realidade para as empresas: a necessidade de capacitar seus profissionais e reter talentos. Segundo os dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI), cerca de 70% das empresas brasileiras enfrentam problemas para encontrar mão de obra qualificada. Na era do conhecimento, os executivos entendem cada vez mais a necessidade do desenvolvimento contínuo e permanente das competências de seus colaboradores e, dentro deste contexto, o e-learning ganha espaço no mercado.

O assédio moral e os seus prejuízos às empresas onde eles acontecem

Projeções da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que, em 2030, a depressão será a doença mais comum no planeta, à frente do câncer e de doenças infecciosas. De acordo com a entidade, atualmente, cerca de 121 milhões de pessoas sofrem desse mal. Segundo o órgão, 350 milhões de pessoas (cerca de 5% da população mundial) sofreram algum episódio de depressão no ano passado. No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, 25 milhões de pessoas são depressivas, com manifestações leves, moderadas ou severas.

Estamos pagando caro pela incompetência

Susana Falchi

O crescimento da massa salarial nos últimos anos vem acompanhado pela queda de produtividade e da dificuldade de as empresas conseguirem mão de obra qualificada e reter talentos. O quadro tende a se agravar em 2014 e nos anos que se seguem e não é nem um pouco pessimista alertarmos para um apagão de mão de obra no Brasil. Além das questões estruturais, é preciso lembrar que há questões comportamentais que agravam o problema, como o assédio moral e os problemas de desvio de conduta verificado em recente pesquisa. Todo esse cenário é bastante desafiador para os empresários.

A Gestão de Pessoas nas Empresas em Recuperação Judicial

Susana Falchi 

O pedido de recuperação judicial do grupo OGX, realizado recentemente, leva a reflexões sobre como ficam os colaboradores de uma empresa em um processo tão complicado. Notícias na mídia dão conta de que cerca de 60 pessoas foram demitidas durante o mês de outubro, incluindo pessoas da alta diretoria. Grandes companhias já passaram por situações semelhantes e conseguiram se recuperar, em grande parte devido ao engajamento de seus funcionários, justamente quem mais sofre durante todo o processo, que envolve demissões e muito stress.

Procura-se executivos sem risco

Susana Falchi

As atividades envolvidas no Gerenciamento de Riscos Corporativos devem contribuir para a perenidade da organização, atendendo aos seus objetivos estatutários e estratégicos.  O risco é inerente a qualquer atividade na vida pessoal, profissional ou nas organizações, e pode envolver perdas, bem como oportunidades. A conduta/ação das pessoas que representam uma organização pode ser uma referência para o sucesso ou fracasso de um negócio. 

Read more for Ladbrokes the UK bookmakerLadbrokes UK - full information
BIGTheme - Free Templates

Endereço

faleconosco@hsd.com.br
55 (11) 2598-2882  
55 (11) 2598-2886

Av. João XXIII
, 20 – Salas 44 e 45
Vila Gilda - Santo André
CEP: 09190-500
São Paulo - Brasil